3 ações de Small Caps para comprar agora

small caps

Em geral, as pequenas empresas têm mais facilidade em registrar uma forte valorização do que as grandes empresas. Mas isso não quer dizer que empresas gigantes não ofereçam seu próprio conjunto de vantagens, mas o fato é que as Small Caps são mais fáceis de dobrar a receita de US$ 50 milhões para US $ 100 milhões. Mas para as gigantes é extremamente difícil aumentar a receita de US $ 5 bilhões para US $ 10 bilhões.

As ações das Small Caps também têm historicamente superado as grandes empresas. Por isso ter em sua carteira ações de Small Caps de alta qualidade durante a atual crise pode ser um caminho para grandes rentabilidades. 

Com isso em mente, queremos indicar ações que podem gerar ganhos explosivos. Essas são as nossas indicações para montar uma carteira de Small Caps dos EUA: Glu Mobile (GLUU), Impinj (PI) e PROS Holdings (PRO).

Vamos dar uma olhada nessas três principais ações Small Caps

1 – Glu Mobile (GLUU)

A Glu Mobile é uma empresa do mercado de Games, possui capitalização de mercado de aproximadamente US$ 1,3 bilhão. Os analistas acreditam que há uma grande chance do preço das sua ações triplicarem de valor nos próximos cinco anos.

De fato o potencial dessa Small Caps parece ainda melhor após a forte desvalorização das ações, com a publicação dos resultados do segundo trimestre demonstrando que foram realmente muito bons.

As vendas do período não atingirem a meta do mercado e a empresa ter registrado um prejuízo ajustado por ação de US$ 0,05, quando o esperado pelos analistas era de US $ 0,03. Contudo as reservas (provavelmente uma métrica mais reveladora porque incluem as vendas feitas aos consumidores no trimestre) vieram acima das próprias metas da empresa e das expectativas do mercado.

O relatório do resultado do segundo semestre apontou que as reservas aumentaram quase 80% comparado com o semestre anterior, chegando a US $ 182 milhões, e esse aumento foi principalmente devido ao adiamento de mais receita e ao aumento dos gastos com aquisição de usuários e desenvolvimento de jogos. 

Fraquias Glu

A linha de franquias de jogos da Glu continua bastante robusta e há espaço para um grande crescimento, à medida que a empresa lança novos jogos. Com isso ela certamente vai atingir as metas de aquisição e desenvolver novas categorias de produtos.

Vale destacar que o estúdio CrowdStar da Glu Mobile (que é responsável por jogos de sucesso, incluindo Design Home e Covet Fashion) tem um novo título prestes a ser lançando.

A empresa também está desenvolvendo uma plataforma interativa e um serviço de e-commerce que deve ser lançado no quarto trimestre. A Glu Mobile tem apresentado uma gama estável de franquias que já estão apresentando um desempenho sólido. O sucesso de apenas um de seus próximos projetos pode tornar a Glu uma grande vencedora no mercado e fazer suas ações dispararem. 

2. Impinj (PI)

A Impinj é uma fabricante de etiquetas e sensores de identificação por radiofrequência (RFID). A empresa é avaliada em cerca de US $ 600 milhões e com grande espaço para crescimento. A empresa é especializada em chips RFID que transmitem sinais sem a necessidade de fonte de alimentação. Permitindo que essas etiquetas sejam pequenas, duráveis ​​e capazes de serem discretamente conectadas a itens que estão fora do mercado dos dispositivos tradicionais de tecnologia. 

As etiquetas RFID da Impinj permitem que itens como roupas, pacotes e ferramentas mecânicas enviem dados às redes. Os dados transmitidos por esses dispositivos podem melhorar drasticamente a velocidade e a eficiência do gerenciamento de estoque. Além de fornecer outras melhorias as cadeias de suprimentos de negócios e ajudar a reduzir os roubos.  

Por conta da crise a empresa praticamente parou, com as vendas da empresa caindo quase 31% no segundo trimestre, comparado ao ano passado. Grandes ventos contrários no setor de varejo estão prejudicando as perspectivas de curto prazo da Impinj. Mas os investidores que desejam arriscar e se concentrar em investimentos com alto potencial de retorno, podem arriscar sem medo na Impinj.

Apenas como um exemplo de caso de uso que poderia estimular a demanda por tags e sensores RFID. Frascos e seringas usados ​​para administrar vacinas para coronavírus poderiam ser equipados com a tecnologia a fim de rastrear a distribuição e registrar quando e onde as vacina estão sendo aplicadas. 

Não está claro se a Impinj receberá um impulso ou não dos usos relacionados as vacinas contra coronavírus, mas há uma boa chance de que a tecnologia RFID que a empresa fornece terá uma ampla gama de novas aplicações nos próximos anos, transformando essas ações, atualmente subvalorizadas em uma mina de ouro.

3. PROS Holdings (PRO)

A PROS é uma empresa que fornece software com inteligência artificial. Seus produtos ajudam empresas digitais a definir preços e exibir seus produtos e serviços para maximizar as vendas. O preço das ações da empresa caiu cerca de 40% até agora. Atualmente ela possui uma capitalização de mercado de cerca de US$ 1,6 bilhão.

Os serviços de preços dinâmicos podem ajudar as empresas a ter um melhor desempenho em relação aos concorrentes. Com isso a PROS pode se favorecer de dias melhores que estão por vim, a medida que o varejo online e outros negócios voltados para o digital crescerem.

Os serviços da empresa são flexíveis em diferentes segmentos geográficos e indústrias, sendo usados ​​por empresas business-to-consumer e business-to-business.

A PROS já conta com grandes empresas como parceiras, incluindo Citgo, Southwest AirlinesMerckNestlé e Adobe Systems entre sua base de clientes, com grandes expectativas de continuar crescendo. Apesar do que a forte desvalorização das suas ações possa sugerir. 

Essas quedas no preço das ações da empresa são parcialmente explicadas pelo desafiador ambiente de crescimento. De fato a incerteza gerada pela pandemia do coronavírus, acabou forçando muitas empresas a evitar investir e gastar com a instalação de novos sistemas de software.

Ainda assim a receita no segundo trimestre se manteve estável em relação ao período do ano anterior. Mas a receita de assinaturas aumentou 21% comparado ao ano passado, chegando a US$ 42,4 milhões no último trimestre. De fato o mercado da PROS ainda tem muito espaço para crescer a medida que a empresa conquistar novos clientes e vender serviços agregados as empresas que usam sua plataforma.

Faça parte do melhor grupo de Investidores Globais: clique aqui Para receber as melhores recomendações diárias, siga nossas redes sociais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *