4 ações dos EUA recomendada para 2020

acoes alta eua

Depois da recuperação após o crash de março, finalmente o mercado chegou num nível de resistência, a Nasdaq parou de subir e agora menos ações têm atingido novas máximas. 

No geral o mercado ainda permanece otimista, sendo assim ainda acreditamos que estamos num momento de comprar boas ações, mas também é uma boa ideia de diminuir a intensidade das compras no curto prazo, conforme a temporada de lucros vai avançando.

Há muitas oportunidades de compra, por isso abaixo indicaremos quatro ações. Tudo indica que terão um bom desempenho em agosto e nos próximos meses.

ANGI Homeservices (ANGI)

Muitas empresas se beneficiaram pelo novo normal que realidade que o vírus trouxe. Uma dessa empresas é a ANGI Homeservices. A empresa conseguiu desenvolver um ótimo posicionamento no mercado digital, conectando donos de residências com profissionais que oferecem serviços para esse mercado.

O maior acionista da ANGI, a IAC, divulgou um relatório informando que a ANGI teve um aumento de 27% da demanada em maio e 34% em junho. Isso depois de quedas de 12% e 8% em março e abril, respectivamente. De fato, esses números não se traduziram completamente em vendas; as transações monetizadas aumentaram 8% e 10%, já que a receita geral cresceu 15% e 14% nesses meses. 

O CEO Brandon Ridenour afirma que a diferença entre demanda e vendas deve-se aos lockdowns e aumento de preços. O CEO também acrescentou que a enorme demanda em serviços como instalações de piscinas, que seriam difíceis de “atender mesmo em tempos normais”, também impactou esse resultado. 

Mas muita demanda é um problema que toda empresa gosta de ter. E na verdade é uma vantagem que os custos por solicitação de serviço tenham caído 20%, enquanto os custos de despesas da ANGI com anúncios diminuíram. Além desses fatores, a plataforma de preços fixos da ANGI, que oferece aos clientes e prestadores de serviços preços diretos (sem negociações), está indo bem e a empresa está adicionando serviços com preços mais elevados.

Suas novas opções de pagamento, incluindo financiamento para seus clientes e processamento de pagamentos para seus contratados com clientes não ANGI, têm potencial para aumentar a receita. Resumindo, a ANGI tem uma longa jornada pela frente e um nicho sólido para explorar.

Bill.com (BILL)

A Bill.com tem demostrado excelentes números de crescimento e seus indicadores revelam que esse crescimento não vai parar. De fato a Bill.com tem atraído milhares de pequenas empresas (aquelas com dois a 500 funcionários, ou seja, não unipessoais) para a era modernidade. Oferecendo serviços que livram essas empresas das contas em papel, faturas, contratos e muito mais, a Bill.com troca tudo isso pela sua plataforma que de forma eficiente lida com tudo isso eletronicamente e sincroniza automaticamente com os sistemas financeiros. 

Dessa maneira os clientes da Bill.com, ganham economia de tempo e dinheiro, sem mencionar uma taxa de erro muito menor. O crescimento das vendas tem se mostrado muito otimistas, e as sub-métricas têm sido igualmente encorajadoras, com um aumento do número de clientes, 28% maior no primeiro trimestre, comparado ao ano anterior e crescimento da receita do mesmo cliente em 20%, de fato são números impressionantes. 

De fato há expectativa é que todo esse crescimento sofra uma desaleração. Mas o negócio principal de receita com base em assinatura e transação deve continuar a crescer foter, esse indicador registrou alta de 63% no primeiro trimestre. O fato de a Bill.com ter em sua base de clientes pequenas empresas, é provável que isso acarrete em alguma vulnerabilidade relacionada ao vírus. Tendo em vista que alguns clientes podem quebrar, o que prejudicaria o crescimento da empresa. 

Por outro lado, o vírus também deve ajudar, pois acelera a necessidade de as empresas migrarem para o online. A ação atingiu novas máximas no início de maio, mas passou as últimas nove semanas subindo e descendo, preparando-se para o próximo movimento de alta. Achamos que é uma boa oportunidade de curto e longo prazo.

Spotify (SPOT)

O Spotify é uma novidade no mercado. Nasceu com uma história forte que está ficando cada vez mais forte – na verdade, essa empresa meio que nos lembra de uma “nova era” da Netflix, pois estende seu domínio no streaming de música e assumindo a pole position em podcasts. 

O Spotify oferece opções gratuitas, com anúncios e menos recursos, nessa modalidade a plataforma possui 170 milhões de usuários gratuitos até junho. Já a modalidade premium, sem anúncios e mais recursos, possui 138 milhões de assinantes pagantes. 

Ambos os segmentos estão crescendo a taxas de 25%, mesmo aqueles que cancelam, 70% voltam em 45 dias. A plataforma também tem investido em expansão, recentemente a Spotify anunciou a entrada em 13 novos mercados na Europa. 

Um dos mais promissores segmentos em que a Spotify tem apostado é o podcast. Apesar de ser relativamente pequeno hoje, está crescendo muito rápido, e o crescimento deve aumentar. A Spotify fez grandes avanços nesse mercado, podcasts “regulares” (Joe Rogan, Michelle Obama, Kim Kardashian e outros), bem como conteúdo original (histórias via negócios com DC Comics, Warner Brothers e Archie Quadrinhos).

Essas atrações devem conquistar novos usuários, aumentar a atração da plataforma e, eventualmente, gerar uma grande receita de publicidade. Tudo isso vai impactar positivamente o preço das ações da empresa, por isso a Spotify está em nossa lista.

Invitae (NVTA)

Um grande número das doenças são hereditárias. Então testes genéticos tornam mais fácil para os profissionais de medicina diagnosticarem doenças perigosas como câncer e doenças cardíacas. A Invitae oferece testes que reúnem informações genéticas em todas as fases da vida do paciente. Dessa maneira a empresa as consolida em um único serviço de resposta rápida e de baixo custo. 

Na verdade, a empresa foi fundamental para reduzir drasticamente os custos dos testes genéticos – de vários milhares de dólares para apenas US $ 250 hoje. Também oferece serviços de rastreamento de câncer que, se detectados precocemente, permitem que o paciente faça o tratamento com bastante antecedência, o que aumenta e muito a taxa de sucesso dos tratamentos.

A taxa de crescimento de vendas da empresa tem sido impressionante, com a receita crescendo a uma taxa média anual de 170% desde 2014. E enquanto 2020 começou super forte até março, quando os volumes caíram em torno de 50%, contudo os analistas preveem um crescimento de receita de 100% para 2021.

A recente aquisição da ArcherDX pela Invitae (que fornece laboratórios com soluções para produzir dados genéticos de alta qualidade e tem parcerias com 50 empresas biofarmacêuticas) também deve gerar um crescimento anual adicional de 50% em nos próximos três a cinco anos. 

O mercado para testes genéticos é enorme e a previsão é de chegar a US $ 17 bilhões em 2025, dando à Invitae uma grande possibilidade de crescimento no futuro. Para encurtar a história, a estratégia de crescimento da Invitae deve garantir que ela atinja uma posição de liderança no setor. 

Portanto essa é a hora de comprar as ações dessa empresa, a Invitae tem grandes expectativas de crescimento, os acionistas poderão obter um ótimo retorno.

Faça parte do melhor grupo de Investidores Globais: clique aqui Para receber as melhores recomendações diárias, siga nossas redes sociais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *