Ações da China são as novas queridinhas de Buffett

Ações da China

As ações da China despertam o interesse da maioria dos investidores, e é claro que os grandes “tubarões” não iriam ficar fora dessa onda.

Warren Buffett, é mundialmente conhecido por ser um dos maiores investidores do planeta. Por isso, é comum que suas opiniões sobre o mercado se tornem praticamente “dogmas” a serem seguidos.

O presidente da holding de investimentos, a Berkshire Hathaway, também é popular por seus investimentos seguros e em longa data, além de ser um grande defensor e entusiasta da economia dos EUA.

“Apesar de algumas interrupções severas, o progresso econômico de nosso país é de tirar o fôlego. Nossa inabalável conclusão é: nunca aposte contra a América”

Warren Buffett, em carta direcionada aos acionistas da Berkshire Hathaway

Esse pensamento de Buffett se reflete diretamente no portfólio da empresa, que conta com ações tradicionais americanas. Por exemplo, temos a Coca-Cola, Kraft-Heinz, Bank of America, American Express e Apple.

Contudo, mesmo com o pensamento mais tradicional do “sonho americano”, o grande investidor não deixa de visualizar oportunidades em outros países emergentes.

O foco em ações da China

Charlie Munger, o braço direito de Buffet, está fazendo algumas movimentações em territórios chineses. Assim, mostrando que a dupla de investidores mais bem-sucedida da história não está “cega” para o grande desenvolvimento das ações da China.

Este movimento foi extremamente significativo. Já que Munger, através de sua empresa, o Daily Journal, investiu cerca de US$ 34 milhões em ações da gigante chinesa Alibaba (BABA34).

O investimento é uma mudança dos paradigmas da carteira do Daily jornal, que não sofria grandes alterações desde 2014. Muito em prol do perfil de investimentos de Munger, que assim como Buffett, gosta de investir em longo-prazo.

O investidor aproveitou o momento de baixa da companhia, decorrido dos adiamentos do IPO de sua holder, a Ant Group. Assim espera conseguir bons proveitos a médio e longo prazo, considerando a capacidade da empresa em se estabilizar no mercado.

Apesar de o valor ser relativamente “baixo”, vale lembrar que em 2008, Munger foi quem liderou a compra da fatia acionária na BYD no valor de US$ 230 milhões. Atualmente, ela vale US$ 5,07 bilhões. Sendo a única fatia estrangeira da carteira da Berkshire Hathaway até aquele momento.

Por fim, confira agora, tudo o que você precisa saber sobre o mercado de ações da China. Basta clicar aqui!

Faça parte do melhor grupo de Investidores Globais: clique aqui Para receber as melhores recomendações diárias, siga nossas redes sociais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *