Blockchain: 3 Ações para vender antes do pior

conheca x riscos de se investir em bitcoin x

O presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, citou uma “necessidade real de uma regulamentação mais apropriada”, e o CEO do JPMorgan, Jamie Dimon, deu um passo adiante ao chamar as criptomoedas de “esquemas Ponzi descentralizados”.

Como resultado desses ventos contrários agindo em conjunto e das crescentes preocupações dos investidores com ativos de risco em meio ao ambiente econômico incerto, a criptomoeda mais popular, o Bitcoin, caiu abaixo de US$ 19.000 na semana passada.

Dadas as perspectivas sombrias de crescimento do blockchain, achamos que seria sensato começar a vender ações relacionadas a blockchain.

As ações que recomendamos as vendas por serem fundamentalmente fracas são:

  • Block, Inc. (NYSE:SQ)

A SQ é uma empresa de tecnologia que cria ferramentas para permitir que empresas, vendedores e indivíduos participem da economia digital. A empresa atua através de dois segmentos: Square e Cash App.

Em 22 de setembro, a SQ anunciou que forneceria a funcionalidade “Compre agora, pague depois” ou “Buy Now, Pay Later” (BNPL) para vendedores que usam os produtos de comércio eletrônico da SQ em todo o Canadá.

Isso marcou a primeira integração da empresa com o Afterpay no país. O BNPL é uma aposta arriscada para a SQ, com a Apple Inc. (AAPL) e a Affirm Holdings, Inc. (AFRM) emergindo como rivais nesse espaço.

Além disso, de acordo com um relatório da analista do UBS, Rayna Kumar, o “perfil de risco” do Afterpay mudou em meio ao aumento das taxas de juros e ao potencial de aumento da regulamentação.

Além disso, em 24 de agosto, foi anunciado que uma ação coletiva foi movida contra a SQ motivada por alegações de negligência de segurança após uma violação de dados de 8,2 milhões de usuários no Cash App.

A receita líquida da SQ caiu 5,9% ano a ano, para US$ 4,40 bilhões no segundo trimestre fiscal de 2022 encerrado em 30 de junho. Seu EBITDA ajustado para o trimestre caiu 47,9% ano a ano, para US$ 187,34 milhões

Por fim, a empresa reportou um lucro líquido ajustado e um lucro líquido ajustado por ação de US$ 110,74 milhões e US$ 0,36, uma queda de 56,8% e 63,3% ano a ano, respectivamente.

Os analistas esperam que a receita da SQ para o ano fiscal (que termina em dezembro de 2022) diminua 0,6% ano a ano, para US$ 17,56 bilhões. O EPS da empresa para o ano atual deverá cair 48,9% ano a ano, para US$ 0,87. As ações caíram 19,7% no mês passado e 66,5% no acumulado do ano.

  • Marathon Digital Holdings, Inc. (NASDAQ:MARA)

A MARA é uma empresa de ativos digitais que se concentra no ecossistema blockchain e na geração de ativos digitais. A empresa minera criptomoedas e detém bitcoins em um fundo de investimento.

Em 1º de agosto, a MARA expandiu sua linha de crédito aumentando sua capacidade de financiamento de dívidas em US$ 100 milhões. Espera-se que esta facilidade aumente o peso da dívida da empresa, com o aumento das taxas de juros ameaçando prejudicar ainda mais seus resultados.

As receitas da MARA para o segundo trimestre fiscal de 2022 encerrado em 30 de junho diminuíram 15% em relação ao ano anterior, para US$ 24,92 milhões. Durante o mesmo período, o prejuízo operacional e o EBITDA ajustado da empresa aumentaram 61,6% e 40,1% ano a ano para US$ 178,21 milhões e US$ 147,20 milhões, respectivamente.

Além disso, o prejuízo líquido trimestral da empresa se deteriorou 76% ano a ano, para US$ 191,65 milhões, enquanto seu prejuízo por ação de US$ 1,75 piorou 60,6% ano a ano.

Os analistas esperam que a receita e o prejuízo por ação da MARA no terceiro trimestre fiscal de 2022 (encerrado em setembro de 2022) piorem 46,1% e 31,8% ano a ano, para US$ 27,85 milhões e US$ 0,29, respectivamente. Além disso, a empresa perdeu as estimativas de EPS de consenso em cada um dos quatro trimestres finais.

As ações da MARA perderam 7,8% no mês passado e 67,4% no acumulado do ano.

  • Riot Blockchain, Inc. (NASDAQ:RIOT)

A RIOT se concentra no Bitcoin e na tecnologia blockchain geral. A empresa opera no ecossistema geral da blockchain por meio de suas operações de mineração de criptomoedas, negócios desenvolvidos internamente, joint ventures e investimentos direcionados no setor.

Para o segundo trimestre fiscal de 2022 encerrado em 30 de junho, o EBITDA ajustado da RIOT para o trimestre foi negativo em US$ 65,17 milhões, comparado a um ganho de US$ 2,39 milhões no mesmo período do ano anterior. O prejuízo líquido da empresa foi de US$ 366,3 milhões, comparado a um lucro líquido de US$ 19,3 milhões no trimestre do ano anterior.

Além disso, a empresa reportou um prejuízo trimestral ajustado de US$ 0,50, comparado a um lucro por ação ajustado de US$ 0,03 no mesmo trimestre do ano anterior.

Analistas esperam que a receita da RIOT para o terceiro trimestre fiscal de 2022, encerrado em 30 de setembro, diminua 4% ano a ano, para US$ 62,24 milhões. Espera-se que a empresa reporte um prejuízo líquido por ação de US$ 0,03 durante o mesmo período. Além disso, perdeu as estimativas de EPS de consenso em três dos quatro últimos trimestres.

As ações caíram 68,2% nos últimos seis meses e 72,7% no ano passado.

Faça parte do melhor grupo de Investidores Globais: clique aqui Para receber as melhores recomendações diárias, siga nossas redes sociais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *