É hora de entrar na brisa? Confira 3 ETFs americanos de Cannabis!

O mundo dos ETFs é um verdadeiro universo à parte no mercado de ações. Os ETFs (Exchanged Traded Funds), tem a sua fama e popularidade graças a sua praticidade de mercado. Assim, estes fundos de investimentos, nas mãos de certos investidores podem ser uma arma poderosa. Além disso, os ETFs possuem uma série de particularidades que os dão certa vantagem em relação aos fundos de investimentos mais tradicionais. Você pode conferir um pouco mais sobre estes fundos clicando aqui.

Estes fundos contemplam uma grande diversificação, seguindo indexadores específicos. Assim sendo, são bastante versáteis para se ter em sua carteira de investimentos. Além disso, com a negociação das cotas ocorrendo em bolsa, essas cotas tem uma grande liquidez e preços de venda bem mais acessível aos investidores “comuns”. Dessa forma, estes fundos, graças a sua característica de fundo de investimento, pode ter inúmeros propósitos. Assim, a área de aplicação de um ETF depende exclusivamente da criatividade do gestor por trás do fundo. E estes gestores, em geral, tem realmente muita criatividade. Por isso, confira agora, 3 ETFs para você captar o mercado de Cannabis em sua carteira de investimentos.

Por que investir em ETFs de Cannabis?

Os ETFs de maconha são uma maneira boa e de baixo risco de jogar o boom da cannabis sem investir em ações individuais de maconha. Mas antes de entrar na razão de focar em ETFs do que em ações individuais, você precisa entender o que está acontecendo neste setor. No longo prazo, as ações de maconha estão claramente tendendo para cima. Afinal, esta é a indústria de crescimento mais rápido na América do Norte, à medida que o mercado de maconha legal (tanto medicinal quanto recreativa) cresce e gradualmente desloca o mercado negro. Mas essas ações são particularmente voláteis, portanto, no curto prazo, se você não tomar cuidado, pode perder muito dinheiro. E a melhor maneira de perder dinheiro é comprando quando a notícia é ótima!

  • As ações de maconha atingiram o pico em janeiro de 2014, depois que a Califórnia votou pela legalização.
  • Estas ações de maconha atingiram o pico em janeiro de 2018, quando a legalização da Califórnia entrou em vigor.
  • Além disso, as ações de maconha atingiram o pico em outubro de 2018, quando a maconha recreativa se tornou legal em todo o Canadá.

Por isso, a maneira mais fácil de ganhar dinheiro, é comprar as ações em baixa. Mas todos sabemos que sem um profissional qualificado para estar de olho no mercado, é difícil encontrar as melhores ações no momento certo.

Você se lembra do que realmente é um ETF? Um fundo gerido por um gestor qualificado! Por isso, é uma ótima opção para encontrar as tendências de forma prática.

O veredito: quais os melhores ETFs de Cannabis?

Este setor teve seu “marco zero” no Canadá. Afinal, o país foi “pioneiro” na liberação, e as ações de cannabis canadenses, são as verdadeiras “patriarcas” deste mercado. No entanto, com a expansão da legalização, estas ações esfriaram. Era um mercado novo, e o crescimento entre o “nascimento” e a “maioridade” já se foi, por isso é mais interessante olhar para o mercado americano!

Os EUA iniciaram recentemente a legalização, assim, o setor ainda é apenas um “bebê” no mercado americano. Além disso, as vendas no varejo de produtos de maconha devem triplicar até 2024, à medida que mais estados americanos, e outros países legalizam a maconha. Assim, os melhores fundos são os que estão expondo ao mercado americano!

ETFTicker na bolsa americana
AdvisorShares Pure U.S. Cannabis MSOS
AdvisorShares Pure Cannabis YOLO
Amplify Seymour Cannabis CNBS

Faça parte do melhor grupo de Investidores Globais: clique aqui Para receber as melhores recomendações diárias, siga nossas redes sociais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *