Esta é a melhor ação americana para enfrentar a crise energética global

Quando ouvimos o termo crise, rapidamente associamos o termo a um cenário crítico e desafiador. No entanto, em algumas situações, uma crise abre boas oportunidades. Afinal, toda tempestade possui seu arco-íris.

O mercado vem passando por uma recente crise energética. E este movimento foi construído no último ano. A pandemia veio e desestabilizou completamente a estrutura produtiva que existia no planeta. No entanto, atualmente a economia se mostra apressada para voltar a funcionar a plenos pulmões e o mercado energético não está conseguindo suprir esta demanda.

Em outras palavras, não há petróleo, gás natural e carvão suficiente para impulsionar a recuperação. Como resultado, as commodities estão subindo rapidamente e os estoques de petróleo, gás natural e carvão estão chegando à lua.

Assim, o cenário, parece ruim para economia certo? Mas pode ser a chance que você precisava para alcançar uma valorização impressionante em sua carteira de investimentos.

Afinal, com a alta demanda destes produtos, seus produtores estão em alta e, por consequência, suas ações também!

Qual a melhor ação para a crise energética?

Portanto, é o momento de usar o desastre a seu favor, e comprar ações que irão se beneficiar da crise. E a melhor delas é a Dorchester Minerals (DMLP).

A companhia atua em energy royalty. Ou seja, cobra taxas para concessão de direitos e licenciamento de ativos tangíveis, geralmente recursos naturais. Por exemplo, o proprietário de um poço de petróleo pode licenciar uma empresa para extrair, tratar e comercializar seu petróleo em troca de um pagamento de royalties. Assim, a empresa lucra com a alta do petróleo e do gás natural, sem precisar investir quantias absurdas, como por exemplo no sistema de mercado da Petrobras.

Por causa do excelente modelo de negócios da Dorchester, ela tem uma margem EBITDA, inclusive, maior do que o Facebook (63% vs 50%).

Além disso, apesar da alta do setor, a companhia ainda está sendo negociada abaixo de seus valores pré-pandêmicos. Atualmente está sendo negociado a 10,9x os lucros anualizados, um múltiplo muito barato para um negócio de alta qualidade, margem alta e sem dívidas. E se estes motivos ainda não foram o suficiente para ficar de olho nesta ação americana, ela ainda é uma boa pagadora de dividendos: com seu dividendo trimestral atual, as ações estão sendo negociadas a um rendimento de 9,6%.

Faça parte do melhor grupo de Investidores Globais: clique aqui Para receber as melhores recomendações diárias, siga nossas redes sociais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *