Melhor ação e ETF americanos para lucrar com retomada das viagens

Viagens

O setor de viagens, provavelmente foi o mais atingido durante a pandemia. Afinal, a restrição do turismo e viagens foi uma das primeiras medidas de restrições da maioria dos países do mundo. Todo o setor foi prejudicado, hotéis, companhias aéreas e outras ações relacionadas a viagens foram destruídas no ano passado. Além disso, este setor ainda vem se recuperando lentamente. Se isto ainda não fosse o bastante para prejudicar o setor, a retomada das viagens e turismo em sua plena capacidade acontecerão com o fim das últimas restrições ao redor do globo.

Contudo, a recuperação econômica dos EUA, está progredindo a passos largos. Assim com as vacinações mais difundidas nos EUA e em grandes partes do país sendo reabertas, as ações das companhias aéreas, em particular, parecem que podem voltar a voar alto.

E uma retomada total das viagens nacionais e internacionais está mais perto do que nunca desde o começo da pandemia.

Pensando nisso, confira agora a melhor ação, e um ETF americano para decolar na retomada deste importante setor econômico.

A melhor ação de companhia aérea

Primeiramente, parece claro que ações das companhias aéreas também estão se recuperando. Mas uma delas ainda parece uma pechincha: a Southwest Airlines (LUV) é a quarta maior companhia aérea dos EUA classificada por receita, mas a Southwest é a número 1 em tráfego de passageiros e por um bom motivo.

A Southwest opera com uma abordagem de baixo custo que prioriza o cliente, que é um sucesso entre os viajantes que permanecem fiéis à companhia aérea. Assim a companhia aérea tem orientação doméstica com 107 destinos nos EUA, Porto Rico e 10 outras rotas internacionais próximas. Seu foco em lazer doméstico e viajantes de negócios com margens mais altas dá à Southwest uma vantagem competitiva em termos de custos operacionais mais baixos do que muitas de suas companhias aéreas que dependem mais de destinos internacionais e atendem principalmente a viajantes de negócios.

Contudo, a pandemia limitou severamente os orçamentos para viagens de negócios. E o foco da Southwest em oferecer tarifas baixas deve ajudá-la a aumentar sua participação no mercado de viajantes a negócios que procuram cortar custos de viagem. O desempenho financeiro da Southwest não é bom, devido ao impacto persistente da pandemia. Os voos do primeiro trimestre estavam apenas 64% cheios, em comparação com mais de 80% antes da pandemia, e os preços caíram 26%. Mas as receitas do primeiro trimestre se recuperaram sequencialmente em relação ao quarto trimestre de 2020. Analistas de Wall Street veem a receita da Southwest se recuperando para US$ 15,4 bilhões este ano. Assim, estando acima dos US$ 9,1 bilhões em 2020. Embora a companhia aérea deva não ser lucrativa novamente este ano, a Southwest deve ter fluxo de caixa positivo novamente no trimestre atual.

O melhor ETF de empresas aéreas

E se você não gosta de tentar prejudicar vencedores de ações individuais, há outra maneira de apostar em toda a indústria aérea com um único clique do mouse: o U.S. Global Jets ETF (JETS). Este ETF de companhia aérea rastreia uma cesta de 40 ações relacionadas a companhias aéreas globais e transporte aéreo. O fundo tem ativos totais de US$ 4 bilhões. E suas oito maiores participações em ações são todas as principais companhias aéreas dos Estados Unidos, incluindo a Southwest Airlines em terceiro lugar. Com o setor de aviação em modo de recuperação total, vale a pena pegar uma carona no JETS

Por fim, confira agora uma análise sobre as ações de companhias aéreas. Clique aqui e confira!

Faça parte do melhor grupo de Investidores Globais: clique aqui Para receber as melhores recomendações diárias, siga nossas redes sociais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *