Netflix (NFLX) desbanca a Disney+: veja destaques do resultado

Netflix

A Netflix (NFLX) parece não ter tomado conhecimento da competição da Disney+ na concorrência dos serviços de streaming por assinatura. Os resultados mostram que a empresa ainda mantêm a soberania do setor. Confira agora em mais detalhes.

A competição não era a maior preocupação da Netflix. Afinal, no fim de abril, o fundador da empresa fez a seguinte declaração:

Seus concorrentes [da Netflix] eram a TV aberta e o YouTube.

Reed Hastings, co-CEO e fundador da Netflix.

Pode até mesmo parecer estranho a Disney+ não estar nesta lista. A Disney+ teve vários recordes nos indicadores do número de assinantes. Alcançando cerca de 100 milhões de assinantes em apenas 16 meses. Contudo, os dados mostram a diferença gritante entre às duas empresas. Assim, a colocação do presidente não parece tão absurda.

A Netflix, atualmente possui mais de 200 milhões de assinantes. Ou seja, mais do que o dobro dos assinantes da Disney+. Além disso, apesar da explosão de popularidade da plataforma da Disney, a taxa de adesão de novos assinantes vem caindo. O Disney+ anunciou um crescimento decepcionante de novos assinantes no último trimestre, chegando a 103,6 milhões de clientes. Contudo, os analistas haviam projetado 109 milhões.

A liderança da Netflix

A Netflix, apesar de já ter um posicionamento bem maior no mercado, teve um crescimento maior que a “nova” plataforma da Disney.

Os bloqueios em alguns países acabaram e as pessoas voltaram a abandonar as suas casas, sendo que uma das empresas cinematográficas, devido à redução da circulação das suas principais obras, foi apontada pela empresa de streaming media como o motivo do abrandamento do crescimento de novos assinantes.

Vale lembrar que nesse período a Disney lançou duas grandes obras “WandaVision” e “Falcão e o Soldado Invernal”. No entanto, ainda há uma grande diferença fundamental entre Netflix e Disney+: receita média por assinante (ARPU-receita média por usuário).

A renda média por usuário do Disney + (excluindo Hotstar na Índia) é de US$ 5,61 por mês. No último trimestre, nos Estados Unidos e no Canadá, a receita média da Netflix por usuário foi de US$ 14,25 por mês, um aumento de 9% em relação ao mesmo período do ano passado. Netflix e Disney+ disseram que esperam que o crescimento diminua com o fim da pandemia. Portanto, esses dados tornam a renda média mais importante.

Assim, mesmo se a Disney chegar a ultrapassar o número de usuários da Netflix. Parece improvável que a Disney+ ultrapasse a Netflix em um cenário de curto prazo.

Faça parte do melhor grupo de Investidores Globais: clique aqui Para receber as melhores recomendações diárias, siga nossas redes sociais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *