Os hackers vão invadir a Bolsa e pode sair caro

ipo nos group

­Mais uma oferta pública inicial de ações pode vir, dessa vez, da NOS Group, uma empresa israelense de ferramentas de invasão de sistemas. De acordo com a mídia de Israel, o IPO ocorreria na TASE (Tel Aviv Stock Exchange), a bolsa de valores de Israel.

A empresa é uma das fornecedoras de ferramentas de vigilância eletrônica mais conhecidas do mundo. Suas ferramentas, de acordo com a própria NOS Group, estão disponíveis apenas para governos e agências de segurança pública.

Além disso, a empresa é bastante relevante no universo de segurança cibernética devido ao seu software “Pegasus”.

Por meio desse software, o usuário pode capturar dados de qualquer telefone, isso inclui texto de mensagens criptografadas e até mesmo pode fazer com que o aparelho grave áudios sem que seu dono saiba.

Entretanto, justamente por isso, a NOS recebe críticas de ativistas de privacidade online. De acordo com eles, a empresa cria programas que facilitam o trabalho de hackers de atacar grupos de human rights e jornalistas ao redor do mundo.

Todavia, a empresa afirma vender sua tecnologia apenas para agências governamentais e policiais “para ajuda-los a combater o terrorismo e crimes graves”.

O IPO da NOS Group

De acordo com o jornal financeiro Globes, o presidente da NOS, Asher Levy, e o vice-presidente financeiro, Doron Arazi, se reuniram com Itai Bem-Zeev, presidente executivo da TASE. Porém, a empresa não comentou sobre e um porta-voz da bolsa de Israel informou que a instituição não discute suas reuniões.

Vale lembrar que o fundo de private equity Novalpina Capital, com sede em Londres, é quem controla a empresa.

Citando fontes do mercado, o jornal estimou que a NOS Group possui um valuation de US$ 2 bilhões para o IPO. Os recursos provenientes da operação provavelmente iriam para desenvolver novas atividades, como a interceptação de drones.

Por fim, o jornal Haaretz, informou que há outro caminho a se seguir para o IPO: por meio de uma SPAC. Ou seja, uma “empresa de aquisição de propósito específico”. Uma SPAC é uma empresa já pública, que, por meio de uma fusão, evitaria trâmites burocráticos comum a um IPO tradicional.

Faça parte do melhor grupo de Investidores Globais: clique aqui Para receber as melhores recomendações diárias, siga nossas redes sociais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *